1

Genes do trigo podem impor resistência a fungos

Pesquisadores do Departamento de Indústrias Primárias e Desenvolvimento Regional da Austrália e do Centro de Biotecnologia Agrícola da Universidade de Murdoch, descobriram uma combinação de genes que tornam o trigo resistente ao fungo Stagonospora nodorum blotch (SNB). O SNB custa cerca de US $ 108 milhões por ano aos produtores da Austrália Ocidental, local do experimento.

O fungo atua principalmente em épocas com bastante incidência de chuvas ou em lugares úmidos, causando a morte da folha e a redução do enchimento de grãos. De acordo com Michael Francki , cientista responsável pelo estudo, os testes de campo nos Estados Unidos e na Austrália foram fundamentais para a descoberta dos genes e os resultados podem ser ainda melhores à medida que a pesquisa for evoluindo.

“Nós encontramos dois ou três genes de diferentes doadores de trigo, quando cruzados com linhagens australianas e selecionados usando marcadores de DNA, eles expressaram bons níveis de resistência a SNB em Northam e Katanning. Como estes são todos genes menores, esperamos uma resposta de resistência mais forte ao SNB quando eles são usados em combinação como um grupo de dois ou três”, explica

Agora, a equipe pretende disponibilizar a descoberta para empresas produtoras de sementes de trigo a fim de acelerar o melhoramento genético dessa cultura. Para Francki, o ponto principal é fazer com que os agricultores consigam lucrar com isso, produzindo também uma maior quantidade de alimento.

“A transferência de tecnologia e germoplasma para empresas de reprodução ajudará a acelerar a entrega de novas variedades de trigo com maior resistência expressa em ambientes de produção e garantirá que os produtores australianos de trigo continuem lucrando sob condições de doença”, finaliza.

Fonte: Agrolink