Monthly Archives

julho 2018

  • Preço da soja em alta no Brasil com demanda chinesa

    As cotações da soja tiveram nesta segunda-feira (02.07) um dia de altas no mercado físico brasileiro, influenciadas pela alta do Dólar (0,87%) e apesar da queda na Bolsa de Chicago (1,16%). De acordo com os índices do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), apurados junto aos diversos participantes do mercado, em média os preços subiram 0,61% nos portos e 0,71% no interior do País.
    “Com o acirramento da disputa entre EUA e China, os chineses estão se voltando mais para o Brasil e isto está elevando os prêmios da soja em grão nos nossos portos, como já viemos mencionando várias vezes. Ocorre que esta demanda não é apenas no que se refere à soja em grão, mas também do farelo de soja, uma vez que a Arentina, principal fornecedor mundial, teve sua safra grandemente diminuída nesta temporada (em 20 MT), provocando aumento da demanda de farelo no mercado mundial”, explica Pacheco.

    “Com isto, as indústrias têm demanda aquecida para o farelo e para o óleo, devido ao aumento de 10% de óleo de soja na produção de biocombustível, tornada obrigatória neste ano”, conclui o analista da T&F Consultoria Agroeconômica.

    Fonte: Agrolink

  • Sicoob deve liberar R$ 12,6 bi para Plano Safra 2018/2019

    O maior Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil, Sicoob, deve disponibilizar em torno de R$ 12,6 bilhões para a safra 2018/2019 incluindo linhas de Custeio, Comercialização e Investimento, além de BNDES, FCO e Funcafé. O valor é 17% maior em relação à safra anterior.

    Para o Custeio serão liberados R$5,92 bilhões do montante. Já para Investimento, R$6,30 bilhões e para linhas de Comercialização, R$380 milhões.

    O financiamento do crédito rural estimula os investimentos e o ritmo do mercado econômico. Os recursos subsidiados com baixo custo são destinados ao produtor para o desenvolvimento e aprimoramento das atividades rurais como reformas nas propriedades, plantio, manutenção do plantel de animais, aquisições, ampliação, diversificação e modernização da produção, mantendo, assim, o setor do agronegócio aquecido. Na Safra 2017/2018, o Sicoob liberou R$ 10,8 bilhões.

    O valor total do Plano Safra 2018/2019 é de R$ 194,37 bilhões, que podem ser acessados pelos produtores entre 1º de julho deste ano e 30 de junho de 2019.

    Fonte: Agrolink

  • Umidade e temperaturas amenas marcam próxima semana no RS

    Os próximos sete dias serão marcados pela umidade e temperaturas amenas no Rio Grande do Sul, de acordo com o Boletim Meteorológico Semanal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação.

    Na sexta-feira (29), o ingresso de ar quente e úmido favorecerá a elevação das temperaturas e o aumento da nebulosidade, o que deverá provocar pancadas de chuva na maior parte do Estado.

    No sábado (30) e no domingo (1º), o tempo permanecerá seco, com sol e nebulosidade variável, e temperaturas elevadas em todas as regiões. Na segunda-feira (2), a aproximação de uma frente fria poderá provocar pancadas de chuva na Campanha e na Zona Sul.

    Tendência de 3 a 5 de julho

    Entre terça (3) e quarta-feira (4), o deslocamento da frente fria provocará pancadas de chuva e trovoadas, com possibilidade de temporais isolados, principalmente na Metade Norte. Na quinta (5), o tempo voltará a ficar firme e com temperaturas amenas em todo o Estado.

    Os totais esperados para o período deverão variar entre 30 e 50 mm na Metade Sul. No restante das áreas, os valores poderão superar os 70 mm, podendo exceder os 100 mm em alguns pontos do Vale do Uruguai, Serra do Nordeste e nos Campos de Cima da Serra.

    Fonte: Secretaria da agricultura do Rio Grande do Sul

  • Brasil e China negociam ampliar parcerias em vários setores

    O governo brasileiro determinou que vai ampliar as relações em distintos setores com a China, principal parceiro comercial do Brasil. Atualmente o superávit na balança comercial é superior a US$ 11,7 milhões.

    A decisão foi tomada em reunião entre o presidente Michel Temer e o chefe da delegação do Partido Comunista da China, Yang Xiaod, no Palácio do Planalto, na tarde da quinta, 28.

    Na conversa, Temer afirmou que o Brasil mantém uma relação política, econômica e cultural muito fértil com a China. Yang Xiaodu reagiu afirmando que os dois países compartilham ideias e objetivos e agradeceu a atuação do presidente da República nas relações bilaterais.

    De janeiro a maio, o Brasil enviou ao país chinês principalmente produtos como soja, carne bovina e de suínos, com receitas de US$ 11 bilhões, US$ 492 milhões e US$ 132 milhões, respectivamente.

    Fonte: Agência Brasil | Canal Rural