1

Nova soja transgênica é apresentada no RS

A Bayer reuniu em Passo Fundo, nesta semana, cerca de 450 produtores gaúchos para conhecer o que a multinacional classifica como terceira geração da soja transgênica no Brasil. Em uma área demonstrativa a empresa apresentou ao grupo os diferenciais da tecnologia Intacta 2 Xtend. Para que seja comercializada no Brasil, onde já tem aprovação da CTNBio e do Ministério da Agricultura, porém, a nova cultivar ainda depende da aceitação por parte da China. O país compra hoje cerca de 80% de toda a soja exportada pelo Brasil.

“Como a China é o maior comprador de soja do Brasil, antes de colocar essa tecnologia efetivamente nas lavouras daqui, precisamos ter a certeza da aprovação deles. Mas trabalhamos com a perspectiva de termos tudo certo para a safra 2021/2022”, explica o responsável da Bayer para o lançamento da Intacta 2 Xtend no Brasil, Fábio Passos.

Entre as inovações da nova cultivar de oleaginosa está a maior possibilidade de combate à buva, uma erva daninha que tem presença crescente nas lavouras gaúchas (e que pode reduzir a produtividade em até 30%). Além disso, a Bayer também reforçou em seu pacote mais forças no combate a lagartas (seis ao todo) com três proteínas. A ideia é, assim, proteger melhor a lavoura e com menos custos e se resguardar até mesmo dos ataques da temida Helicoverpa armigera. “No caso da buva, a nova tecnologia é especialmente interessante ao Rio Grande do Sul. Enquanto a média nacional de aplicação de herbicidas contra a buva é de 40% das áreas, no Rio Grande do Sul chega a 90%”, diz Passos.

Fonte: Jornal do Comercio