1

Roberto Rodrigues: “Não existe progresso no agro sem tecnologia”

Dados divulgados recentemente pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) mostram as projeções mundiais de aumento do consumo de água (+50%), energia (+40%) e alimentos (+35%) até 2030.

Estes números são reflexos principalmente das tendências de maior longevidade e aumento do poder aquisitivo, particularmente na Ásia, África e América Latina, além da expansão populacional – segundo a ONU, a população mundial chegará a 8,6 bilhões de pessoas em 2030.

Neste sentido, agricultura e alimentação estão no centro dessa agenda mundial. O Brasil deve estar preparado para desempenhar papel de destaque no alcance das metas estabelecidas, graças às novas tecnologias no campo.

“Para se ter uma ideia, do Plano Collor até os dias de hoje, a área plantada com grãos no Brasil cresceu 61%, enquanto a produção cresceu 300%, ou seja, cinco vezes mais. Foram criadas novas variedades, sistemas de culturas diferentes, fertilizantes, defensivos, máquinas mais modernas e competitivas…tudo isso é tecnologia!”, ressalta Roberto Rodrigues.

Fonte: RVTV