1

4 tendências que afetam o dia a dia do produtor rural

Produção, mão de obra manual, produção sustentável, muitos são os fatores que influenciam atualmente o setor rural. Agora, o produtor não só conta com tecnologias avançadas, como também investe em produções orgânicas e em equipamentos de ponta.

Atualmente, os produtores contam com uma variedade de processos e atualizações que facilitam o trabalho na área rural. Confira quais são eles:

1. Tecnologia
A evolução da tecnologia, por exemplo, é um dos principais fatores que contribuem para que o produtor que, antes tinha mão de obra um pouco mais lenta e, em muitos casos, totalmente manual, agora possa contar com o auxílio de máquinas totalmente conectadas e funcionais, que emitem desde alertas de erro até o monitoramento de operações por telemetria.

Além disso, a evolução tecnológica do mercado agrícola é grande. Uma das principais tendências no setor é o avanço dos motores elétricos nos sistemas de acionamento de máquinas e implementos, em substituição aos mecânicos ou eletro-hidráulicos.

2. Equipamentos
A tecnologia é importante para o produtor rural e sua produção. No entanto, a escolha de equipamentos é essencial. Entre eles:
Gerador de energia: é ideal para agricultura, principalmente para fazer manutenções em locais remotos, onde há ausência de energia através da rede elétrica, podendo ser abastecido com gasolina ou diesel. O Gerador de Energia, que conta com horímetro digital, calcula o tempo transcorrido de funcionamento. Robusto e de fácil manuseio, o Gerador de Energia oferece alto desempenho e versatilidade onde há necessidade emergencial de eletricidade.
Motocultivador: também conhecido como Tratorito, além de ser indicado para revolver o solo em hortas e preparar o local para o plantio, esta ferramenta também é utilizada para a limpeza de cama de aviários. Acoplando acessórios adicionais é possível fazer transportes com carreta e capina. O Motocultivador é robusto, prático de manusear e com baixo consumo de combustível, além de garantir o aumento da produtividade com ótimo custo benefício.
Motobomba: ideal para coleta e bombeamento de água em casas no campo e áreas suburbanas. Com excelente desempenho e alta durabilidade, a Motobomba praticamente não emite ruídos e vibrações. Além disso, é de fácil manutenção e manuseio.
Motor: é o que você precisa para equipar bombas de água, rabetas, moendas de cana, equipamentos de construção civil, entre outros. Os Motores são oferecidos nas versões a gasolina (2 e 4 tempos) e diesel, em blocos de alumínio, refrigerados a ar e com opção de partida elétrica e/ou manual.
Perfurador: é o equipamento perfeito para aberturas de covas visando a construção de cercas. O Perfurador de Solo também é indicado no plantio de mudas diversas e prestação de serviços em geral que te fará economizar tempo, esforço e ainda irá aumentar muito sua produtividade.

3. Produção orgânica para a saúde
O Brasil está se consolidando como um grande produtor de alimentos orgânicos. Já são, aproximadamente, 17 mil propriedades certificadas em todas as unidades da federação.

Uma pesquisa realizada pelo Sebrae, mostra que 63% são produtores exclusivos de orgânicos e 25% trabalham essencialmente com produtos orgânicos. Estima-se que cerca de um milhão de hectares é cultivado organicamente no Brasil e que os principais produtos são: frutas, hortaliças, raízes, tubérculos, grãos e produtos agroindustrializados.

Entre os atributos de qualidade, cada vez mais os produtos relacionados à preservação da saúde ganham força, tanto na qualidade ambiental dos processos de produção à proteção dos mananciais e da biodiversidade. Com a busca crescente dos consumidores por esses produtos, aumenta a certificação de qualidade e socioambiental também para atender a rastreabilidade do produto e dos respectivos sistemas produtivos.

4. Sustentabilidade melhorando o planeta
A sustentabilidade na agricultura se tornou um dos fatores mais importantes da produção agrícola nos últimos tempos. Essa estratégia se baseia na produção de incrementos significativos na produtividade das culturas, economia na aplicação de pesticida e maior segurança financeira para o produtor, proporcionando maior produtividade, além da conservação do solo e do meio ambiente.

Fonte: G1