1

Estudo diz que Spodoptera do milho pode refletir nos preços de produtos

Um levantamento buscou observar a proliferação de pragas, redução de produtividade e aumento nos preços em função disso. Pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, em parceria com A Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef) mostram que os preços do milho, resultantes de perdas na lavoura tendem a impactar diretamente no varejo em produtos como fubá, leite, farinha de milho, carnes de suínos e frangos e ovos.

O desenvolvimento e falta de controle da lagarta Spodoptera pode reduzir a produção brasileira em 40% e aumentar os preços do milho em até 13,6%, em função da falta do cereal. O percevejo pode reduzir a produção em 17,4% e aumentar o preço do milho em 5,9% e a cigarrinha causa redução de 6,6% na produção e aumento do preço em 2,2%.

Os impactos nos produtos eleva em 5% o valor do fubá e 4,4% no leite. Os pesquisadores do Cepea indicam que “perdas agrícolas causadas pelo não tratamento de pragas e doenças na cultura do milho trariam impactos relevantes nos aumentos dos preços disponíveis aos consumidores, penalizando toda a sociedade com maiores taxas de inflação de alimentos. Claramente, o desempenho das safras agrícolas impacta toda a sociedade, via acesso a alimentos para a população, em termos de preços, principalmente às categorias de renda mais baixa, para as quais os alimentos respondem pela maior parcela de seu orçamento familiar”, concluem.