1

Soja estagnada com realização de lucros

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou ontem (18/0) alta de 0,75 ponto no contrato de Julho/19, fechando em US$ 9,135 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 0,75 e 1,00 ponto.

Os principais contratos futuros tiveram um dia de ligeiros ganhos no mercado norte-americano de soja, diante das notícias neutras sobre plantio. “Os mapas continuaram a indicar chuvas para a próxima quinzena. Quanto ao relatório de colheita de ontem, não renderam muitas surpresas. O plantio teria conseguido cobrir 77%. Em qualquer caso, o atraso mantido (em comparação com 93% histórico) cria incerteza em torno da área que acabará por ser semeada”, comenta a T&F Consultoria Agroeconômica.

A ARC Mercosul destaca que o mercado em Chicago foi pressionado pela realização de lucros especulativos, revertendo posições recentemente compradas, apenas por definições técnicas: “Do outro lado, novidades sobre recentes encontros entre Trump e Jinping sustentaram as cotações da soja, ao longo das últimas horas da sessão na CBOT. A mídia chinesa confirmou que os presidentes irão se encontrar na reunião do G20, na próxima semana”.

“Aqui nos bastidores do mercado, ninguém acredita que os Estados Unidos e a China poderão entrar em um acordo comercial, entretanto há esperanças de que as negociações sejam retomadas e um período de ‘cessar-fogo’ seja implementado. Recentemente, Trump ameaçou a elevação de mais US$300bi em tarifas sobre produtos chineses, o que iria desencadear uma nova rodada de retaliações por parte da gigante asiática”, concluem os analistas da ARC Mercosul.

Fonte: Agrolink