1

Startup chinesa consegue semear com drones

Uma startup chinesa está trabalhando no desenvolvimento de um protótipo de drone que consegue espalhar sementes nas lavouras, com o intuito de promover a revolução agrícola. De acordo com Justin Gong, fundador da XAG, o pioneirismo da china nas questões da tecnologia pode ser um fator determinante para o drone semeador se popularizar.

“A China tem sido pioneira em áreas como e-wallet e tecnologia de consumo, mas em termos de tecnologia agrícola, há pouco desenvolvimento nas últimas décadas. Mesmo que os fazendeiros que conhecemos tivessem uma vez dúvidas sobre como os drones poderiam fazer o trabalho para eles, uma vez que eles tentaram, eles ficaram entusiasmados e nunca voltariam”, disse, o especialista, que teve essa ideia, junto com alguns amigos, há muito tempo atrás.

FAÇA SUAS COMPRAS EM NOSSO MERCADO ONLINE AGORA MESMO.

A XAG, que levantou US$ 100 milhões de investidores externos desde 2014, está prestes a embarcar em uma nova rodada de captação de recursos. Gong tem como missão dizer ao mundo sobre o potencial da tecnologia em uma das indústrias mais antigas do mundo.

Com o declínio das populações rurais e o envelhecimento, o escopo da tecnologia para ajudar a manter e melhorar a produtividade é imenso, argumenta ele. Melhor ainda, diz o amante da natureza, o uso de drones ajudará a reduzir a poluição do campo cortando o uso de pesticidas.

Formado pela Universidade de Sydney e filho de um piloto da força aérea chinesa, Gong já era fã de drones, usando a tecnologia da produtora cinematográfica que montara na graduação para vender seus serviços como cinegrafista e jornalista.

Uma vez na XAircraft, ele começou a vender as compactas máquinas voadoras para consumidores, redes de TV comerciais, empresas imobiliárias e até militares.