1

Soja trabalha com leves altas em Chicago nesta 4ª se ajustando após perdas anteriores

Nesta quarta-feira (28), os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago operam com leves altas, recuperando parte das perdas registradas na sessão anterior. Por volta de 8h10 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 2,75 e 3,75 pontos nos principais contratos, levando o novembro a US$ 8,62 por bushel. O março/20, referência importante para a safra brasileira, tinha US$ 8,90.

O mercado encontra espaço para leves altas depois dos recuous do pregão anterior causados por uma leve melhora nas condições da safra norte-americana divulgado pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) no início da semana.

No entanto, os traders sabem dos problemas, principalmente de desenvolvimento das plantas de soja nos campos do Corn Belt, e por isso esperam por mais informações que tragam uma realidade mais próxima do futuro da produção. O Pro Farmer estimou a safra em pouco mais de 95 milhões de toneladas.

A atenção ainda está voltada também para as questões climáticas, com as temperaturas mais baixas que são esperadas para o Meio-oeste americano nas próxima semanas e diante das possibilidades de geadas, que poderiam tirar ainda mais da produtividade não só da soja, mas também do milho americano.

Paralelamente, olhos voltados às questões da guerra comercial e aos movimentos de Xi Jinping, Donald Trump e suas equipes. As sinalizações são de que as negociações irão continuar nos próximos meses.

Fonte: Notícias Agrícolas