1

Chuva volumosa no Rio Grande do Sul nesta semana

A semana começou com muitos temporais no Rio Grande do Sul por causa da chegada de uma frente fria. Na região de Chuí, conforme previsto, os volumes ultrapassaram os 80 milímetros em apenas 24 horas.

Já as áreas produtoras do Paraná, só receberam chuva muito pontual. A cidade com volume mais significativo foi Guarapuava com quase 40 milímetros, segundo o SIMEPAR.  Já Cascavel não registrou chuva significativa até agora.

“Teremos várias frentes frias que vão manter a chuva mais concentrada no Rio Grande do Sul nos próximos 5 dias. Os sistemas até avançam e provocam chuva na costa do Sudeste, ou pontualmente no Paraná, mas nada tão significativo como será no Rio Grande do Sul”, explica Celso Oliveira.

No Rio Grande do Sul, a chuva é volumosa, persistente e sem períodos de melhoria principalmente na metade sul do estado, onde o volume de chuva passa de 70 milímetros e é capaz de provocar elevados transtornos como alagamentos, transbordamentos de rios e eventual deslizamento de encostas.

Tem queda significativa da temperatura no Rio Grande do Sul, registrando as maiores temperaturas nas madrugada, ou seja, máxima invertida.

Alerta hidrológico no RS

De acordo com o SEMA-RS, Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura, há alerta para risco hidrológico no Rio Grande do Sul nos próximos dias. A previsão é que haja a combinação de dois fatores: chuvas persistentes, que deverão ser registradas ao longo de toda a próxima semana, aliados
a volumes que poderão ser expressivos em alguns pontos, podendo superar os 100 milímetros acumulados já que a chuva deve vir em forma de temporais.

O risco é maior para as bacias de rápida resposta e em rios de menor ordem. Portanto, a atenção deve ficar voltada para todas as bacias gaúchas, com destaque para: Ibicuí, Quaraí, Camaquã, Mirim-São Gonçalo, Litoral Médio, Lago Guaíba, Caí, Sinos, Pardo e Gravataí.

Ao longo da semana  a chuva também se espalha por Santa Catarina e Paraná em forma de pancadas com trovoadas e rajadas de vento que
ganham intensidade. Aliás, áreas do leste paranaense e todo o estado de Santa Catarina tem céu nublado, poucos períodos de melhoria e chuva intermitente. As instabilidades persistem no Sul até o fim da semana, com risco de temporais entre a quinta (17) e sexta-feira (18) especialmente do norte do Rio Grande do Sul  ao sul do Paraná. Mais uma vez, áreas do norte do Paraná vão passar desapercebidas pelas frentes frias o que agrava a situação dos agricultores desta faixa do estado.