1

Milho abre 2020 com altas em Chicago

O primeiro dia de pregão do ano termina com os preços internacionais do milho futuro mantendo a tendência de alta apresentada ao longo de 2019 na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações contabilizaram valorização entre 2 e 3,75 pontos nesta quinta-feira (02).

O vencimento março/20 foi cotado à US$ 3,91 com elevação de 3,75 pontos, o maio/20 valeu US$ 3,98 com ganho de 3,25 pontos, o julho/20 foi negociado por US$ 4,04 com valorização de 3 pontos e o setembro/20 teve valor de US$ 4,03 com alta de 2 pontos.

Esses índices representaram ganhos, com relação ao fechamento da última segunda-feira (30), de 0,77 % para o março/20, de 0,76% para o maio/20, de 0,75% para o julho/20 e de 0,50% para o setembro/20.

Segundo informações da Agência Reuters, o mercado futuro de grãos dos Estados Unidos subiu na quinta-feira, quando novas compras entraram nos mercados para começar o novo ano e os traders continuaram esperando um aumento na demanda chinesa.

“Os ganhos foram alimentados pelas esperanças de grandes vendas agrícolas dos EUA para a China após o acordo comercial da Fase 1 firmado no mês passado. O presidente Donald Trump disse na terça-feira que o acordo inicial seria assinado em 15 de janeiro e inclui um compromisso da China de comprar mais produtos agrícolas americanos, embora detalhes não tenham sido anunciados”, destaca Tom Polansek da Reuters Chicago.

Para manter essa alta nas cotações, mais avanços comerciais precisam ser sentidos pelos componentes do mercado. “Se você não perceber um aumento consistente nos bushels em movimento, será difícil sustentar muita emoção”, disse Matt Wiegand, corretor da FuturesOne.

 

Fonte: Notícias Agrícolas