1

Bento Gonçalves recebe álcool gel com tecnologia Embrapa

Na manhã desta quinta-feira, dia 21 de maio, a Embrapa Uva e Vinho repassou à Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves 100 litros de álcool gel para ser utilizado nas ações de prevenção ao COVID-19 no município. O produto foi elaborado com nanocelulose do tipo microfibrilada (conhecida como MFC) de pinus e de eucalipto, desenvolvida pela Embrapa, que veio substituir o carbopol, principal espessante utilizado para o álcool, que está ficando escasso no mercado devido ao aumento da procura.

“Consideramos muito importante o apoio de instituições que estão a serviço da sociedade, como a Embrapa, ao poder público num momento como esse. Somos solidários ao combate ao Covid-19”, destacou o chefe-geral da Embrapa Uva e Vinho, José Fernando da Silva Protas. Ele destacou ainda que a unidade está desde o início da pandemia articulada com a Secretaria de Saúde do município tentando apoiar a realização dos exames de diagnóstico do coronavírus. “Temos certeza que será um grande apoio para o município a realização dos testes e aguardamos as orientações e condições de logística para a realização”, finalizou.

Ao testarem o Microcelol, o prefeito de Bento Gonçalves Guilherme Pasin  e o secretário da Saúde Diogo Segabinazzi Siqueira foram unânimes ao considerarem a textura do produto, que é mais fluída que o álcool gel tradicional, ideal para a utilização nos tótens disponibilizados para a distribuição gratuita de álcool. “O apoio e a parceria de entidades como a Embrapa são fundamentais para o município” destacou Pasin.  O álcool gel doado será uilizado na UPA e nas Unidades de Saúde, além de ser avaliado para uso futuramente em novos tótens de distribuição gratuita do produto.

Desenvolvida pela Embrapa Florestas(Colombo-PR) com a colaboração da área de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa Klabin, a MFC foi distribuída para as unidades da Embrapa em todo o Brasil, para que o benefício chegasse de norte a Sul do país, aonde estão espalhadas as unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. “É mais uma forma da pesquisa científica contribuir neste momento de preocupação mundial e com algo que as pessoas nem sempre imaginam: a matéria-prima de base florestal”, pontua Erich Schaitza, Chefe Geral da Embrapa Florestas.

Na Embrapa Uva e Vinho, a formulação ficou sob a responsabilidade do Engenheiro Químico Celso Ruiz, do Laboratório de Espectrometria de Massa. Ele comenta que além do MFC como espessante, a unidade utilizou 80% de álcool vínico na formulação, o que dá ao produto final um aroma muito agradável, adicionado de glicerina, que age como hidratante da pele, resultando num álcool em gel de ótima qualidade, utilizando um derivado do vinho.

Como se trata de uso experimental, neste momento o produto terá distribuição dirigida e controlada, seguindo normas e protocolos de segurança.
Confira abaixo o depoimento do Chefe-geral da Embrapa, José Fernando da Silva Protas  e do Prefeito Guilherme Pasin sobre a ação.

Clique aqui e saiba mais sobre a nanocelulose do tipo microfibrilada (conhecida como MFC) de pinus e de eucalipto, desenvolvida pela Embrapaecnologia Embrapa.