1

Soja em Chicago tem novo pregão de estabilidade e preços de lado nesta 3ª feira

Os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago seguem sem direção e operam, mais uma vez, com apenas pequenas variações no pregão desta terça-feira (23). Perto de 7h40 (horário de Brasília), os preços caíam entre 1,75 e 3,25 pontos. O julho tinha US$ 8,74 e o novembro, US$ 8,76 por bushel.

“A terça-feira deve ser fraca de notícias fundamentais para a soja na Bolsa de Chicago, apesar da deterioração nas condições das lavouras americanas”, explica Steve Cachia, consultor de mercado da Cerealpar.

O novo boletim do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) semanal de acompanhamento de safras foi reportado na tarde desta segunda-feira (22), trazendo uma redução no índice de lavouras de soja em boas ou excelentes condições de 72% para 70%. O mercado apostava em uma manutenção do número. São ainda 25% dos campos em condições regulares e 5% em situação ruim ou muito ruim.

O boletim mostrou ainda que o plantio está concluído em 96% da área, contra 93% da semana anterior, e 5% das lavouras norte-americanas de soja já estão em fase de floração, em linha com a média das últimas cinco safras para este período do ano, contra 1% de 2019.

No paralelo, os traders também seguem acompanhando o quadro político externo, as informações sobre uma possível segunda onda do coronavírus e todo o andamento do mercado financeiro em torno destas notícias.

Fonte: Notícias Agrícolas