1

Vacina imuniza 100% em testes na China

O Grupo Nacional Biotec da China (CNBG) informou que a sua vacina contra a Covid-19 começou a ser testada e imunizou 100% dos voluntários. Isso porque, de acordo com os responsáveis pela pesquisa, as doses usadas conseguiram induzir o surgimento de anticorpos em todos os 1,1 mil voluntários.

“Com referência a produtos similares no passado, combinados com dados humanos existentes, sugere-se inicialmente que a nova vacina desenvolvida seja segura e eficaz”, afirmou o grupo, em nota oficial.

Nesse cenário, o governo de São Paulo anunciou, na semana passada, uma parceria com o laboratório Sinovac Biotech para testar outra vacina chinesa, segundo informou o Pleno News. Já o governo federal falou sobre o acordo com a Universidade de Oxford, do Reino Unido, para a fabricação de vacinas contra o novo coronavírus.

Para isso, o Ministério da Saúde anunciou a produção de 30,4 milhões de doses da vacina contra o coronavírus em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido. O investimento será de 127 milhões de dólares (R$ 696 milhões) e a tecnologia de produção da vacina será compartilhada com a Fiocruz.

A fase clínica, em humanos, é dividida em três momentos. O primeiro é a avaliação preliminar com poucos voluntários adultos monitorados de perto, o segundo são os testes em centenas de participantes que indicam informações sobre doses e horários que serão usados na fase 3. Esta, então, chamada de “ensaio em larga escala” (com milhares de indivíduos) precisa fornecer uma avaliação definitiva da eficácia/segurança e prever eventos adversos e só então há um registro sanitário.