1

Setor de flores investe no Dia dos Pais

O setor de flores foi um dos mais afetados pela pandemia. Para evitar mais falências e que produtores deixem a atividade, entidades investem em campanhas para incentivar o consumo em datas especiais como o Dia dos Pais.

VEJA: Setor de flores pode ter quebra de 50%

Antes da pandemia o Ibraflor estimava que o setor de flores vinha em uma crescente de 10% a 12%, o que até chegou a ser concretizado com as vendas para o Dia da Mulher, a primeira data importante do ano para a floricultura nacional. No entanto o coronavírus trouxe um baque, com as vendas caindo 90%. Com campanhas nas redes sociais e reportagens de incentivo, somente uma floricultura online alcançou alta de 200% em relação ao mesmo na semana do Dia das Mães, com mais de 95 mil pedidos.

A ação seguiu no Dia dos Namorados, também com bons resultados. Agora a intenção da Cooperativa Veiling de Holambra, que detém 45% do mercado de flores brasileiro, é seguir incentivando o consumo no Dia dos Pais.

A campanha sugere que os filhos possam homenagear os pais com os mesmos presentes que encantam e emocionam as mães. “Surpreenda com flores quem está sempre pensando em você” recomenda amolecer até os pais mais durões com gestos de delicadeza com plantas e flores com cores fortes, com fácil manutenção, por não exigirem tantas regas e cuidados.

As floriculturas de todo o Brasil estão mobilizadas criando arranjos e composições mais sóbrias e robustas para a data, comemorada no próximo domingo, 9 de agosto. Além das flores são sugeridos bonsais e miniaturas de frutíferas e as  kalanchoes, chamadas de “Flor do Papai”.